Saudade = Sem você…

Eu tenho saudades de tudo que marcou a minha vida Quando vejo retratos, quando sinto cheiros, Quando escuto uma voz, quando me lembro do passado, Eu sinto saudades… Sinto saudades de amigos que nunca mais vi, De pessoas com quem não mais falei ou cruzei… Sinto saudades da minha infância, Do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro, Do penúltimo, e daqueles que ainda vou vir a ter, Se Deus quiser… Sinto saudades do presente, que não aproveitei de todo, Lembrando do passado e apostando no futuro… Sinto saudades do futuro, que se idealizado, Provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser… Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei, De quem disse que viria e nem apareceu; De quem apareceu correndo, sem tempo de me conhecer direito, De quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer. Sinto saudades dos que se foram E de quem não me despedi direito, Daqueles que não tiveram como me dizer adeus; De gente que passou na calçada contrária da minha vida E que só enxerguei de vislumbre; De coisas que eu tive e de outras que não tive, mas quis muito ter; De coisas que nem sei como existiram, mas que se soubesse, De certo gostaria de experimentar; Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que, Não sei aonde, Para resgatar alguma coisa que nem sei o que é E nem onde perdi… Vejo o mundo girando e penso que poderia estar Sentindo saudades em japonês, Em russo, em italiano, em inglês, Mas que minha saudade, Por eu ter nascido brasileira, Só fala português embora, lá no fundo, possa ser poliglota. Aliás, dizem que se costuma usar sempre a língua pátria, Espontaneamente, quando estamos desesperados, Para contar dinheiro, fazer amor e declarar sentimentos fortes, Seja lá em que lugar do mundo estejamos. Eu acredito que um simples “I miss you”, Ou seja, lá como possamos traduzir saudade Em outra língua, nunca terá a mesma força E significado da nossa palavrinha. Talvez não exprima, corretamente, A imensa falta que sentimos de coisas ou pessoas queridas. E é por isso que eu tenho mais saudades… Porque encontrei uma palavra para usar Todas as vezes que sinto este aperto no peito, Meio nostálgico meio gostoso, Mas que funciona melhor do que um sinal vital Quando se quer falar de vida e de sentimentos. Ela é a prova inequívoca de que somos sensíveis, De que amamos muito do que tivemos e lamentamos as coisas boas Que perdemos ao longo da nossa existência… Sentir saudade é sinal de que se está vivo!

Anúncios
Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

Os números de 2011

Os duendes de estatísticas do WordPress.com prepararam um relatório para o ano de 2011 deste blog.

Aqui está um resumo:

A sala de concertos da Ópera de Sydney tem uma capacidade de 2.700 pessoas. Este blog foi visitado cerca de 11.000 vezes em 2011. Se fosse a sala de concertos, eram precisos 4 concertos egostados para sentar essas pessoas todas.

Clique aqui para ver o relatório completo

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

UM AMOR PARA SER VIVIDO…

Lançar-se ao infinito não vivido, projetar na mente o que o corpo não viveu, apenas o que o desejo desenhou.Entender que não é preciso haver uma razão para amar, que lançar mão do que parece seguro em nossas mãos faz parte, amar sem sossego, desassossegar o tranquilo, perder o limite, a razão, permitir-se viver nesta ou na próxima vida o que não concluimos nesta.
Amar a lembrança, alimentar a saudade entendendo que como diz Mário Quintana:”A saudade nos traz a certeza de ue valeu a pena viver.Tornar-se um paradoxo entre a razão e a emoção, agir com aquela sem esquecer desta.
Deleitar-se em fotso e aromas, dar razão ao mais íntimo desejo.Agora tudo é só saudade, lembrar-se dos da fusão dos cheiros dos momentos de ápice da carne e coração, sentir dentro do corpo a vibração das nossas canções, sentir no meu pulsar o seu nome, conformar-se assim, aceitando que existem coisa que precisam ser vividas de forma limitada para depois tornar-se uma doce e eterna lembrança.

watch?v=O8uBcw2tOac

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

SENTIMENTOS…

•SAUDADE é quando, o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue;

•LEMBRANÇA é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo;

•ANGÚSTIA é um nó muito apertado bem no meio do sossego;

•PREOCUPAÇÃO é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento;

•INDECISÃO é quando você sabe muito bem o que quer mas acha que devia querer outra coisa;

•CERTEZA é quando a idéia cansa de procurar e pára;

•INTUIÇÃO é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido;

•PRESSENTIMENTO é quando passa em você o trailer de um filme que pode ser que nem exista;

•VERGONHA é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora;

•ANSIEDADE é quando sempre faltam muitos minutos para o que quer que seja;

•INTERESSE é um ponto de exclamação ou de interrogação no final do sentimento;

•SENTIMENTO é a linguagem que o coração usa quando precisa mandar algum recado;

•RAIVA é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes;

•TRISTEZA é uma mão gigante que aperta seu coração;

•FELICIDADE é um agora que não tem pressa nenhuma;

•AMIZADE é quando você não faz questão de você e se empresta pros outros;

•CULPA é quando você cisma que podia ter feito diferente, mas, geralmente, não podia;

•LUCIDEZ é um acesso de loucura ao contrário;

•RAZÃO é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato;

•VONTADE é um desejo que cisma que você é a casa dele;

•PAIXÃO é quando apesar da palavra ‘perigo’ o desejo chega e entra;

•AMOR é quando a paixão não tem outro compromisso marcado.

watch?v=NWXfp9WZYRs

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

ESSA FALTA QUE VC ME FAZ…

Ontem tentei dar risadas…

Mas vi que faltava você para me fazer cócegas;

Ontem tentei andar por ai despreocupada…

Mas vi que faltava você para me dar a mão;

Ontem tentei ficar o dia todo sem fazer nada…

Mas vi que faltava você para não fazermos nada juntos;

Ontem tentei sair correndo atrás de um sonho…

Mas vi que faltava você para me guiar;

Ontem tentei fazer o jantar…

Mas vi que faltava você para comer comigo e dizer que estava ótimo (mesmo não estando);

Ontem tentei não ficar triste com a saudade…

Mas vi que faltava você do meu lado;

Ontem tentei não xingar o mundo…

Mas vi que faltava você aqui para completar o meu;

Ontem tentei ouvir uma de nossas músicas…

Mas vi que faltava você aqui para cantá-la;

Ontem tentei dormir mais cedo…

Mas vi que faltava você para me dar boa noite;

Ontem tentei conversar com alguém…

Mas vi que faltava você aqui para me compreender;

Ontem tentei dizer palavras sinceras…

Mas vi que faltava você para ouvi-las;

Porém hoje, não tentei mais nada…
Hoje, só olhei pro meu coração…
E vi que lá…
Você não falta!

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

CRÔNICA DE UMA SAUDADE…

Este amor tão sonhado, tão esperado, me dominou por inteira, me possuiu, me enlouqueceu.

Chegaste repentinamente, um encontro de corações, de almas que se ansiavam, se completavam.

Distâncias ainda, e sempre, nos separavam!

E tal qual um furacão que chega avassalador e parte, você se foi.

Deixou-me em cacos, tendo por companhia esta imensa Saudade.

Tenho SAUDADES das tuas palavras, do som de tua voz, do teu cheiro que nunca senti mas que está impregnado em mim, do teu carinho, de tua sensualidade, de tua sensibilidade de teu romantismo, do teu dom de tornar lindas as coisas mais banais, de virar-me do avesso, de me deixar trêmula, mole e sem forças só ao te ouvir ou ler.

Só sei que penso em ti o tempo todo: amanheço e anoiteço com o teu nome no meu coração, nos meus lábios, nos meus pensamentos, nos meus sonhos, nesta saudade torturante que o tempo só faz aumentar.

watch?v=6BvGtT6vqRU

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário

ERROS E PERDÃO…

A medida que a gente aprende a perdoar
A gente também aprende a se desculpar
E a gente também passa ao nosso erro reconhecer
É quando a gente começa a grande viagem do se conhecer

É quando a gente começa realmente da vida aprender
Porque a um erro reconhecer, o certo começa a saber
Ao errar sentimos as dores do sofrer
Ao reconhecer um erro, e se desculpar, de humildade começa a saber

Com o erro sofremos e fazemos outros sofrer
Com o reconhecimento e a desculpa, aliviamos o sofrimento
E o perdão vem como um linimento
Como um balsamo para o coração da gente

Se desculpar, não é se humilhar
Muito pelo contrario, é a alma dignificar
Ser perdoado não é ser rebaixado, não é ser depreciado
Mas sim por este ato ser respeitado e considerado

Saber perdoar é saber ser divino
Pedir perdão é consolar a alma
Desculpar é ser desprendido e generoso
Pedir desculpas é a modéstia em forma de amor

O ato de pedir perdão e perdoar
Enobrece a alma, dignifica o nome
Quem pede perdão considera a remissão
Quem concede perdão tem amor no coração.

watch?v=iFeA7xu7r5M

Publicado em Não categorizado | Deixe um comentário